segunda-feira, 18 de agosto de 2014

CAMPANHA RESGATE MARCO HISTÓRICO BATURITÉ

CAMPANHA PELO RESGATE DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE BATURITÉ

Realizou-se, no dia 14 de agosto de 2014, em Baturité-CE, no auditório da Secretaria de Cultura e Turismo, antiga Igreja do Colégio dos padres Salesianos, a solenidade de entrega de um abaixo-assinado ao Excelentíssimo Prefeito da cidade, João Bosco Saraiva. 
O referido documento solicita a reconstrução de um obelisco, marco histórico do centenário da cidade de Baturité, a localização de uma urna apelidada de cápsula do tempo e a reconstrução de um coreto.
A urna contem a ata alusiva às festividades comemorativas do centenário de Baturité, jornais e cartas das crianças endereçadas às crianças do futuro, para serem lidas em 2059,  100 anos depois. 
Marco histórico do centenário daquela cidade, o obelisco foi inaugurado no dia 9 de agosto de 1959, como parte das comemorações do centenário de Baturité. 
O referido obelisco foi destruído pela incúria dos gestores daquele município, na administração anterior, que, ao reformarem a praça Santa Luzia, não o preservaram.
Além do obelisco, foi destruído um coreto e o busto do Dr. Edmundo Vitoriano, médico humanitário que tantos serviços prestou à comunidade carente, na primeira metade do século XX. O busto foi resgatado e a família Victoriano o restaurou. 
Graças a uma postagem no FACEBOOK, da foto da inauguração do marco histórico, feita pelo Comandante Arruda, iniciou-se uma campanha que teve a coordenação da Sra. Nina Viana. 
Além desta campanha, conduzida pela Nina Viana, com apoio de muitos baturiteenses, eu e o Roberto Lucena entramos com uma ação na Procuradora da Justiça para que a prefeita responda por este crime contra o patrimônio Histórico de Baturité. 

Fortaleza, 15 de agosto de 2014
                                                                                   Ana Margarida Arruda Rosemberg























2 comentários:

  1. Um trabalho que requer muito "fôlego" e determinação. Vê-se que essas qualidades e muitas outras pertinentes ao pesquisador e historiador, são requisitos que Ana Margarida Rosemberg possui largamente. Sei bem quem foi Ananias Arruda. A família Arruda tem estritas ligações com a família Bezerra de Menezes. Sou sobrinha neta, materna, de Maria Ursulina Bezerra de Menezes (em solteira), que já vi tem sua foto exposta neste belo museu.
    Conheci a casa de Anannias Arruda, quando ele ainda nela morava e acompanhei meu pai em visitas ao Comendador (meu bisavô, Manoel Soares Bezerra de Menezes - pai de Ursulina - também era Comendador). Ficávamos sempre hospedados na casa dos irmãos Bezerra Furtado, em Baturité.
    Administro um blog, Da Cadeirinha de Arruar, e nele já publiquei uma grande postagem sobre a querida Baturité. Venho publicando uma série com as cidades cearenses com a epígrafe: Do CEARÁ, cidades de A a V -
    Quero aqui parabenizá-la, Ana Margarida, pelo seu excelente trabalho e o importante cuidado na preservação da memória de Baturité, em especial da ilustre personalidade do grande homem que foi Ananias Arruda. O legado deixado por ele, tanto o material quanto o moral, é imensurável!
    Meu abraço.

    ResponderExcluir
  2. TEMOS QUE BATALHAR PARA NÃO DEIXAR A MEMÓRIA DE BATURITÉ APAGAR, CONTEM CONOSCO......

    ResponderExcluir